Blog

Parabéns! É quase meu aniversário!

Parabéns! É quase meu aniversário! Eu amo fazer aniversário! Amo muito receber muitas mensagens, declarações, abraços (tá! abraços nem tanto. Eu não sou muito do grude) e homenagens em fotos pelas redes sociais (espero que minhas amigas leiam esse texto e não se esqueçam disso). Aniversário pra mim tem sempre uma meia magia. Meia porque eu também me permito reclamar a idade que chega (depois dos 30 é meu esporte favorito). Mas reclamo só pra fazer graça! Nem ligo pra números não. Já fiz muitas coisas estranhas. Como ir ao cinema assistir Alice no País das Maravilhas, na última sessão com a minha melhor amiga (que gostaria de falar, estava brigada comigo, mas sabendo da importância da data, pra mim, me acompanhou. Obrigada, Mariana). Saímos do cinema e fiz tipo: desliguei o celular. Todos que tentassem falar comigo à meia noite que lutassem!

Parabéns! É quase meu aniversário! Já marquei aniversário em um bar com sinuca, numa quarta de tempestade, fiquei bebada antes de chegar na festa, porque parei em outro bar pra comemorar também, com o amigo que prometeu cuidar de mim aquele dia, mesmo que eu capotasse na sarjeta. As pessoas estavam lá mesmo no meio da semana, num dia de chuva. E é, praticamente, só isso que lembro desse dia: das presenças. Dos sorrisos.

Parabéns! É quase meu aniversário! Aniversários tem um “Q”de melancolia, você não acha? Eu sinto. Reflito mais sobre o último ano, do que na virada oficial do ano pra geral. Porque aniversário é a virada e comemoração de um ano só nosso, né? Não é todo mundo se abraçando e comentando o que fez e o que quer realizar. A coisa é você com você mesmo. Tudo aquilo que foi, que não etc e tal. Me disseram que esse é um ano de virada pra mim. Mais um ano de ciclo, que segundo dizem rola de 3 em 3 anos (o meu tá? o seu não sei, mas posso indicar quem te conte se quiser).

Parabéns! É quase meu aniversário! E me peguei lembrando de aniversários desde os 20 anos. Lembro daquele dia que cheguei antes de todo mundo no bar (tb chovia! Maio, né?) e fiquei um tempão lidando com olhar de dó do garçom. Teve também o ano de 27 que me permiti juntar só umas poucas amigas e comemorar num lugar gostosinho. Foi um ano de virada, assim como esse 2020. E teve o de 30 que escolhi um lugar um tantin mais caro e ouvi reclamações por dias e dias, mas eles estavam lá.


Parabéns! É quase meu aniversário! E já tô aqui pensando que dia 18/5 (ja anotaram?) vou passar sozinha. Já planejei meu almoço, minha janta e tô desde já, sem perceber, pensando em tudo que aconteceu desde essa foto (e o bolo delicioso que ganhei de surpresa)! E, de fato, muitas coisas aconteceram e mudaram, mudaram muito! Infelizmente esse isolamento me colocou longe das pessoas, mas me colocou mais perto de mim, de quem sou, de quem quero ser e de Deus. Acho que em 33 anos, pelo que me recordo, nunca cheguei perto de um aniversário com uma sensação tão grande de paz, mesmo em meio ao caos geral e pessoal que tenho vivido.

Tô pronta pros 33. Pra aproveitar a minha companhia, com meu prato predileto (como boa taurina), no lugar que há 3 anos eu jamais imaginaria estar.

Parabéns! É quase meu aniversário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *