Moda

Coturnos pro ano inteiro

Faz tempo que não passo aqui pra falar de moda! Bateu saudade de escrever sobre o que tanto amo, do meu jeitinho (leia com delicadeza hahaha)! O “retorno” traz uma peça que até ano passado, confesso, eu nem gostava tanto: coturnos. Sempre achei meio pesadões pro meu estilo, pro tamanho do meu pé (não consigo usar all star, por exemplo) e pra finura da minha canela (o que já não me é mais um problema).

Dai dia desses fiz umas fotos de looks com um par de coturnos da Anacapri (olha aqui) e, de repente, curti o resultado. A real é que não me permitia provar. Passava sempre direto nas lojas.

Os coturnos foram criados pros soldados, eram chamados de “combat boots” (botas de combate) e precisavam ter durabilidade, praticidade no uso e manter os tornozelos estáveis. Na década de 70 foram popularizados pelos punks e se tornaram atemporais e fáceis de combinar.

Se você ainda não usa, talvez se apaixone por coturnos agora, como eu. Se já tem um e não tem ideia de como combinar, vem que te ajudo. Se você quer comprar um e não sabe como começar, segue no post.

PRA COMEÇAR

Se você ainda tem dúvidas de como combinar seus coturnos, comece com calças jeans mais escuras, pretas… que criem baixo contraste com os pés. Eles já tem a “cara pesada” então você pode estranhar.

Depois, a calça jeans mais clara é uma ótima opção, por ser neutra, mas não se esqueça do contraste.

Aqui temos três estilos totalmente diferentes: do mais básico de jeans e camiseta ao mais elegante (observe o corte e caimento das peças da última foto).

Um ponto muito importante a observar é a barra da calça: use dobrada ou que acabe bem em cima do coturno. Nada mais deselegante que uma barra que “sobra”. Isso transmite falta de cuidado, dai não adianta de nada pensar o look todo e deixar um detalhe tão “bobo” estragar todo seu momento.

COM SAIAS E VESTIDOS

Acho interessantíssimo o contraponto criado entre tecidos leves e elegantes com os coturnos mais pesados. E veja, ele não tira nada da delicadeza ou sensualidade, nítidas, na personalidade transmitida nas duas fotos.

Além das saias fluidas, os benditos coturnos vão também com modelos mais clássicos/modernos.

Fala se não são looks elegantérrimos e que dá vontade de usar agora mesmo? Chamo de clássico/moderno looks que tem a “cara” mais clássica (como saias retas, lápis, camisas, mas com elementos e detalhes que trazem modernidade à produção.

COTURNOS BRANCOS

Talvez, nesse momento, você me julgue! Tudo bem, eu entendo. A maioria das minhas amigas julgam, quando falo que eu quero uma bota branca. Na real eu já tive uma bota branca (bemmm paquina de cano longo) que herdei da minha bff, quando tinha uns 17 anos. Óbvio que usei poucas vezes, mas USEI! Depois disso aboli os calçados brancos, até que me apaixonei por uma flat da Schutz e pra mim passaram a ser neutros (inclusive parei de usar a minha pra não gastar. Acho que ela simboliza um momento importante de “virada”).

E nas minhas pesquisas para este post, dou de cara com os coturnos brancos… Sim, eu compraria um agora mesmo e sim ele super combinaria com meu armário, mas não sendo item de primeira necessidade, fica na minha wishlist pra um momento oportuno!

Pra não “assustar” trouxe inspirações com jeans, mas também usaria numa boa com vestidos, saias e afins!

COM MEIA CALÇA

Acho mega delicado/sexy ao mesmo tempo, meia fina com saias curtas. Gosto do efeito pernas de fora, mas não. Os coturnos, pra mim, acentuam mais ainda essa sensação visual do “pesado X leve”. O que me diz?

 

O caso é que: coturnos são calçados mega atemporais e se você não morre de calor nos pés, pode simmm usar também na primavera e verão. Pense só em looks na linha hippie chic pra fazer arrasar além dos dias cinza invernais.

Você encontra coturnos lindos e diferentes na Inbox Shoes (e o site ta em promo – não, não é #publi).

E o modelo da Anacapri, tá super bonito e leve! Beeem confortável (também nada de #jaba)

E aí? Que me diz agora sobre eles?

 

*Imagens do Pinterest, caso seja proprietário de alguma delas, entre em contato para os devidos créditos ou exclusão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *