Blog

Chega de compras: 1 ano sem cartão

Quem é vivo sempre aparece, já dizia o ditado popular! A real é que esse período de pandemia mexeu com nossos neurônios, agendas e o caos foi instaurado em alguns pontos e momentos da vida. Nem tudo coube na prateleira de afazeres e algumas coisas (como os posts aqui, por exemplo) precisaram ficar dentro de uma gavetinha esperando a hora certa de retornar. Cá estamos! Aliás, cá estou!

Durante a pandemia, em um grupo de whats com clientes que viraram amigas, uma delas DO NADA sugeriu que todas ficassem 1 ano sem comprar nada. Que “ia ser legal!”, que “ia ser tranquilo”, “que ia ser fácil” – disse ela! Eu, como consultora e ex consumidora compulsiva precisei intervir, além da amizade e alerta-las que não, não era tão fácil quanto parecia. Óbvio que na hora ninguém me deu muita atenção. Afinal, na empolgação, quem já não prometeu passar 1 ano sem Coca Cola (isso eu NUNCA) ou 6 meses sem bebida alcoólica (eu já) e descobriu em seguida que isso não ia dar certo?

Expliquei pra elas todos as partes que poderiam levar essa empreitada de supetão dar errado e sugeri que tornássemos isso maior pra que mais mulheres participassem e fizéssemos de forma séria e acompanhada/mediada por mim.

Para minha surpresa, minhas alunas queridas aceitaram a missão e depois de um curso gratuito sobre compras com consciência, nasceu nossa mentoria: 1 ANO SEM COMPRAS!

Temos hoje o grupo de 6 guerreiras que, no meio de um momento história (aka pandemia) resolveram se jogar de cabeça em um desafio que é não comprar por impulso. Aliás, não comprar nada além do budget permitido mensal.

Vou contando um pouco mais da mentoria e como foi até aqui. Quem comprou, quem não comprou (ah sim, sou dessas que expõe em praça pública hahaha).

Por hoje vou apenas apresentá-las e parabeniza-las por essa decisão. Não não é SÓ pelo fato de ficarem sem comprar. Até porque fazer isso sem motivo, não faz qualquer sentido. Todas tem um porquê. E se você está pensando em fazer o mesmo, acompanha aqui que vou te ajudar no passo a passo. Comprar é gostoso e ninguém é contra compras aqui. Só não somos a favor de compras não pensadas que só trazem frustração e acúmulo pro nosso armário.

Então, por hoje, conheçam:

Ana Paula, paulista, AMA uma compra! 

Adora passear num shopping, fazer uma comprinha online e dá uma “aliviada” se realizando na compra de roupas pros filhos, dois meninos lindos que dá vontade de levar na bolsa.

 

Jaqueline, paulista, AMA um cartão, mas precisava parar!

Ama uma compra e na quarentena deu uma enlouquecida. Pediu “pufavorzinho” pra alguém (no caso Laís Helena) criar alguma coisa que ajudasse no controle do consumo. Aluna assídua de alguns cursos por aqui.

 

Juliana, curitibana, achou que ia ser mais fácil.

Está presente no grupo onde a ideia inicial da mentoria surgiu. Topou de cara com a outra amiga a ideia de ficar sem comprar. Só não imaginou que pelo caminho teria tantos “desejos do dia” pra encarar pela frente.

 

 

Simone, paulista, cabeça que meteu todo mundo nessa.

Em um dia de quarentena resolveu que precisava parar de comprar, mas pra não ir sozinha, chamou duas amigas pra mergulhar com ela nessa. Resultado: cá estamos na mentoria. Principal obstáculo: iFood durante a semana.

 

Soraia, carioca, adora um casaco de frio

Amante das compras, dos brechós e dos casacos de frio (mesmo morando no Rio), foi uma das primeiras a abraçar a ideia da mentoria de cara. Chateada porque descobriu que não existe mais inverno.

 

Renata, mineira, não resiste a uma roupa verde

Ama ajudar #azamigas que lançam coleções. Ama ajudar as lojas com seu faturamento também! Dona do armário com mais itens verde que a Amazonia, precisava dar um breque nos cartões e mesmo com medo decidiu se jogar!

 

(as fotos foram colocadas em p&b propositalmente pra darmos um ar de #NoLimite – aquele programa da Globo que a galera comia olho de cabra pra ganhar um prêmio final – às participantes. Afinal, não será viver no limite com um cartão na carteira sem poder gastar e tudo de livre espontânea vontade?)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *