Carregando...
BlogInspiração

Espelho, espelho meu, onde estou eu?

Quem nunca, láááá na infância, parou na frente do espelho e repetiu a famosa frase do desenho da Branca de Neve? “Espelho, espelho meu! Existe menina mais bonita que eu?” Ahh eu repeti muitas vezes (mesmo sendo frase da madrasta #gostodasvilãs). Amava Branca de Neve (mas nem era minha predileta, na verdade achava meio estranho o lance dos anões, dela caber na casa deles!rs Deve ser culpa do meu signo haha).

Crescemos e nosso espelho foi ficando cada vez mais longe. A frase foi perdendo força e sendo substituída aos poucos por adjetivos nada legais. O detalhe é que, isso partiu, em algum momento, de nós pra nós mesmas! A mesma menininha que pequena falava feliz com espelho, agora é um mulherão que foge dele sempre que pode!

Vamos fugindo, dele e de nós. Da nossa essência, das nossas raízes e do nosso amor próprio. Mentimos para nós e para os demais. Vestimos nossa “armadura” para que a princesa fique escondida lá no fundo, enquanto a casca tome conta do todo. Lidar de frente com isso é tão complicado, tão difícil. Muitas vezes muito muito doloroso. É mexer com a feridinha lá no fundo, é trazer a sua Branca de Neve à vida e junto com ela toda a bagagem que te deixou tão longe do seu espelho.

Retomar a rédea da situação e da vida, não é fácil. Não rola nos 10 passos da capa da revista e nem nos 10 exercícios da matéria do site. Não adianta só fazer uma dieta a base de suco verde ou simplesmente quebrar o cartão de crédito, sem pensar, e arrancar os cabelos de ansiedade, cada vez que PENSA em passar na frente de uma promoção! Também não adianta comprar tudo pela internet, só pra não encarar o provador e de quebra o bendito espelho.

Mudar, voltar, se reorganizar, se amar novamente precisa de muito cuidado. Precisa de muito autocuidado, autoaceitação e autoestima! É preciso empatia com você. É preciso se olhar, abraçar sua criança e entender! Comemorar cada vitória e aceitar que ok também se por acaso deslizar.

Eu não sei bem de qual espelho você foge, ou porquê, mas eu desejo que você consiga, mesmo que aos poucos, encará-lo novamente. Que esse fim de semana, você consiga parar, respirar, pensar e se olhar. O espelho é o mesmo lá da infância, a princesa também, então por que não recuperar aquele amor?

Com carinho,

Laís

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *